Uma coisa pensa o cavalo Outra quem está a montá-lo

.posts recentes

. FORA DA BOUÇA QUE A BOUÇA...

. MIGUEL DE VASCONCELOS, ES...

. TAIPAS: CAPITAL, TRÊS PON...

. MALHARAM NO TINO

. COM PAPAS E BOLOS

. O ARMANDO ANDA DESPIDO E ...

. PIMENTA NO C* DOS OUTROS ...

. ANDAM A DEITAR FORA O NOS...

. OS BOYS CÁ DA TERRA

. GAMADO

.arquivos

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

Terça-feira, 31 de Julho de 2007

FRATERNIDADE

Gostei do que vi, do que ouvi e do que convivi.

 

deixo algumas sugestões, para a próxima, se mo permitem os organizadores. Que tenha mais luz e mais cor. Isto é, que seja mais tipicamente minhota, com mais fustão, arcos e balões decorativos.

 

E além disso, que fale mais das Taipas. Este ano a parte política, com excepção das declarações, pecou por defeito.

 

Depois, há que pensar se o local é o melhor, porque este, apesar de central, tem um piso bastante incómodo para quem nele circula durante horas. Quem sofre são os tornozelos.

 

 


publicado por igrejavelha às 18:40

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Quinta-feira, 5 de Julho de 2007

ERRAR É HUMANO, NÃO APRENDER COM O ERRO DÁ DISPARATE

Pronto, as festas foram fraquinhas, lá isso foram, mas foram como o PS queria que fossem.

 

Vindo quem vem, desilude pela pobreza da linha argumentativa. Mas preparem-se porque a defesa das festas deste ano vai passar por desculpas deste tipo, sem uma centelha de auto-crítica.

 

E sem auto-crítica não há consciência do erro. E sem consciência do erro, o erro repete-se para o ano, insistindo em iniciativas e modelos que, tais como estão, só podem redundar em fracassos. Como a feira do vinho. Ou a do artesanato. Ou a do livro.


publicado por igrejavelha às 19:23

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 3 de Julho de 2007

ACABARAM AS FESTAS, VIVAM AS FESTAS

Festas como as nossas estão cada vez mais globalizadas. Lá se encontram os produtos vindos da China, lado a lado com os artigos piratas de marcas preponderantes: os perfumes da Gucci, as malas e carteiras da Prada, as peças de vestuário da Dolce & Gabbana.

 

Desapareceram de circulação os brinquedos feitos de madeira e de "folha de Flandres", e também os artigos em palha e vime, além das figuras populares de barro.

 

Também os vendeores são outros, de outras paragens, sobretudo magrebinos, que ocupam os lugares outrora de portugueses, que agora os desdenham.

 

Só as iluminações persistem. Assim como a animação, sobreviventes de um passado que não volta. E ainda bem. Porque o mundo se move.

 

 

 


publicado por igrejavelha às 19:02

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds